Aceitamos os principais cartões

Tel/ whatsl:(55) 11 991 545 22 7

ocaparaty@gmail.com

© 2015 by  Pousada Oca Paraty

  • Ícone de App de Facebook
  • Blogger Social Icon
  • Pinterest App Ícone
  • Ícone do App Instagram

Atividades

A Oca Paraty promove o turismo sustentável, incentivamos nossos hóspedes a interagir com o meio ambiente praticando esportes de forma a garantir a preservação do ecossistema. Escolha a atividade que mais se adapta ao seu estado de espírito, seja ele zen, aventureiro ou radical.

 

Veja abaixo algumas dicas de passeios e atividades que a Oca Paraty recomenda:

Baía de Paraty

 

O litoral extenso e recortado de Paraty possui 82 praias continentais e 65 ilhas, num total de 300 praias de beleza incomparável. Conhecer a baía de Paraty é um programa obrigatório para quem vem à cidade, pode ser feito de escuna, barcos privativos ou lanchas rápidas.

 

Algumas praias podem ser acessadas de carro ou transporte público. Pequenas ou extensas, selvagens ou badaladas, com águas cristalinas em tons de verde e azul, com acesso de barco ou de carro: escolha a sua!

 

 
Praia de Paraty Mirim

Indicada para a prática de snorkel, SUP, remo e caminhadas

Refúgio pouco conhecido

 

A praia de Paraty Mirim fica a 15 km do centro de Paraty, pode ser acessada de carro ou ônibus regular. Preserva um pedaço da memória da própria Paraty, ficava aqui o porto de chegada de escravos e do embarque do ouro que vinha de Minas Gerais rumo a Portugal.

 

Lá você poderá ver as ruínas da antiga vila e a igreja de Nossa Sehora da Conceição, fundada em 1686 pelos jesuítas.

 

Cortada por um rio, com areia branca e águas mornas e cristalinas é o lugar ideal para quem gosta de sossego e tranquilidade.

 

Indicada para famílias com crianças.

Praia do Sono

Indicada para quem gosta de trekking e surf

Escondida entre Trindade e Paraty

 

Uma bela vila tradicional caiçara escondida entre Paraty e Trindade, para chegar até lá é necessário ir de carro ou ônibus até o condomínio Laranjeiras e de lá percorrer uma trilha pela mata.

 

Após aproximadamente 1 hora de caminhada moderada o visual da praia é de deixar qualquer um de queixo caído. Possuí belíssima cachoeira e ondas propícia para a prática do surf.

 

A praia costuma ser muito frequentada por jovens principalmente nos feriados e final do ano. Entretanto, fora da temporada é um verdadeiro paraiso.

Praia de Trindade

Indicada para a prática de surf e caminhadas

Agito com bares e música 

 

Trindade é uma vila de pescadores que virou modinha entre os jovens. Formada por 4 praias com características bem diferentes. Pode ser acessada de carro ou transporte público.

 

A praia do Cepilho é a preferida dos surfistas das regiões,  com ondas fortes e rápidas é indicada para que já tem alguma experiência no esporte.

 

Na praia dos Ranchos é possível curtir uma boa música ou almoçar nas várias barracas no estilo pé na areia.

 

Praia do Meio, pequena e com águas calmas, muito procurada por famílias com crianças.

 

Praia do Caxadaço, extensa e de areias brancas possui ondas fortes, de lá pega-se uma trilha até as piscinas do Caxadaço, talvez o melhor point da região. Grandes rochas cercaram as águas do mar formando uma espécie de piscina com uma transparência da água fantásticas. Evite o local aos finais de semana e feriados, pois costuma ficar super lotado.

Saco do Mamanguá

Indicada para a prática de caiaque e trekking 

Um berçário marinho

 

A baía de Paraty esconde uma preciosidade do nosso litoral: o saco do Mamanguá, cujas encostas passam de 500 metros de altura em alguns pontos, o que faz dele quase um fiorde – não há nada igual no Brasil. Por isso vale a pena reservar um dia inteiro para navegar neste lugar.

 

Pode-se alugar um barco no cais de Paraty ou direto em Paraty Mirim. Outra opção é fazer um passeio de caiaque que percorre o mangue no final do Saco do Mamangua até uma refrescante cachoeira.

Ilha da Cotia

Com acesso apenas de barco

Capricho da natureza

 

O cenário da charmosa Ilha da Cotia, que fica na entrada da enseada de Paraty Mirim, é único em Paraty: duas praias, uma de frente para a outra, ligadas na mesma porção de areia, feito praias siamesas.

 

Outra atração são as grandes pedras no rasinho, que formam piscinas naturais, excelentes para mergulhos.

 

Saco da Velha

Com acesso apenas de barco

Recanto de tranquilidade

 

Tranquilidade e sossego são as palavras de ordem desse agradável refúgio escondido na baía de Paraty. Quem chega até lá não poupa elogios à natureza, motivos para isso não faltam. A prainha é seu cartão postal com grandes pedras enterradas na areia.

 

Quem chega de barco encontra logo o barzinho paixão do Vivinho, um bar rústico, mas agradável, que serve pratos simples e bem servidos de dar água na boca.

 

Praia Grande da Cajaíba

Com acesso apenas de barco

Areias douradas

 

A Praia Grande da Cajaíba, na reserva ecológica da Juatinga, tem areias finas, de um tom amarelado, é cortada por um riacho e tem uma cachoeira muito convidativa, na parte de trás.

 

Por ficar afastada do cais de Paraty, costuma ser pouco visitada.

 
Cachoeiras

 

A combinação perfeita entre água em abundância, Mata Atlântica e acidentes do relevo resultam em magnificas cachoeiras que podem ser visitadas em Paraty. Algumas de acesso por trilha fechada são tão exclusivas que compensam a dificuldade do caminho. De acesso fácil ou difícil o importante é se banhar nas águas cristalinas e geladíssimas que lavam o corpo e a alma.

 

Cachoeira do Melância

Trilha de dificuldade média

A maior da região

 

Uma das maiores cachoeiras de Paraty, formada por três quedas d’ água com 70, 35 e 10 metros de altura.

 

O acesso se dá por bonita trilha de uma hora e quinze minutos por dentro de vegetação nativa, com 3.300m de altitude.

 

Indicada para quem já tem algum preparo físico.

Cachoeira do Saco Bravo

Trilha de alta dificuldade

A mais bonita de Paraty

 

 

A cachoeira do Saco Bravo é uma das mais bonitas de Paraty. Formada por uma grande piscina natural com água cristalina e uma queda d’água, localizada numa extensa rocha a menos de cinco metros do mar, fazendo com que o excedente da água doce seja despejado diretamente no oceano.

 

Acesso após uma hora e meia de trilha na mata a partir da praia da Ponta Negra. É preciso ter um bom preparo físico para chegar até lá.

 
Centro Histórico

 

O Centro histórico é palco de incontáveis manifestações artísticas, restaurantes badalados e artistas plásticos de renome que fazem de Paraty uma verdadeira galeria de artes.

Ruas do Centro Histórico

Não deixe de conhecer

Patrimônio histórico

 

Conhecer Paraty é fazer um verdadeiro passeio pela históra, fundada em meados de 1.600 conta com igrejas seculares e casarões da época do império. Pelas ruas de Paraty você encontrará bons restaurates, atelies, museus, teatro e muita simpátia.

 

A melhor forma de conhecer o que há de melhor no centro histórico e sair caminhando e se perder pelas suas charmosas ruas coloridas.

Teatro de Bonecos

Espetáculo para adultos

Teatro sem palavras
 

O teatro de bonecos, sucesso de público e crítica é uma tradicional atração da cidade apresentada semanalmente pelo grupo Contadores de Estórias, um espetáculo único e imperdível.

 

Os bonecos evocam gestos, posturas e emoções e criam aquele tipo maravilhoso de ilusão que só a arte atinge.

 

As apresentações acontecem todas as quartas e sábados as 21h, os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro ou nas agências de turismo da cidade.

Museu de Arte Sacra

Indicado para todas as idades

Uma visita ao passado

 

O museu fundado em 1978 reúne peças de outras três igrejas da cidade — Nossa Senhora dos Remédios, Nossa Senhora do Rosário e Nossa Senhora das Dores e fica dentro da Igreja Santa Rita que foi recentemente restaurada. 

 

A narrativa adotada remonta ao percurso histórico, estilístico e artístico do próprio conjunto arquitetônico (que data de 1722), propondo mais visibilidade às peças, que passam a ocupar a nave central da igreja, além da sacristia, onde ficavam originalmente. Reúne objetos e utilitários de prata e ouro, imagens de santos e mobiliário antigo.

 

Forte Defensor Perpétuo

Indicado para todas as idades

A melhor vista da cidade

 

O Forte Defensor Perpétuo, com suas trincheiras, cahões da Guarda Real e Casa da Pólvora, foi construído em 1703 e atualmente abriga o Centro de Artes e Tradições Populares de Paraty.

 

No local é possível percorrer trilhas na mata para a observação de aves e ter uma vista fantástica de todo o Centro Histórico.

 
Comunidades Tradicionais

 

Paraty abriga comunidades tradicionais que mantém viva até hoje a nossa cultura e tradição. Aqui você poderá conhecer as raízes da nossa cultura conhecendo as Vilas Caiçaras, as Aldeias Indigenas e o Quilombo do Campinho.

Comunidades Caiçaras

Uma visita ao passado e a tradição paratiense

Uma vila de artesões
 

Existem várias comunidades caiçaras nas praias e ilhas de Paraty, uma das mais famosas é a da Ilha do Araújo, a apenas 10km do centro histórico de Paraty, pode ser acessada com uma curta travessia de barco partindo da Praia Grande. 

 

A ilha conta com vila de pescadores e artesãos que até hoje matém viva as tradições caiçaras.

Tribo Araponga

Uma visita às origens do Brasil

Os donos da terra
 

A aldeia indigena remanescente dos primeiros índios que ocuparam as terras de Paraty guarda sua cultura e raízes intactas.

 

Na visita a aldeia você poderá conhecer a estrutura social de uma aldeia, seu artesanato e forma de cultivar a terra.

Quilombo do Campinho

Uma visita ao refúgio da nossa história

Abrigo da tradição
 

O Quilombo do Campinho ocupa 287 hectares de terras organizados em 13 núcleos familiares com 150 famílias cercados pela beleza da Mata Atlântica. A sustentabilidade da comunidade sempre foi baseada nos princípios da agroecologia trabalhada em regime de mutirões.

Atualmente o turismo de base comunitária que reúne as potencialidades turísticas da comunidade é uma importante estratégia para a promoção do desenvolvimento local sustentável. O restaurante do Quilombo, o viveiro de mudas, a casa da farinha, os nucleos familiares, a casa de artesanato, a contação de histórias com griots, as rodas de jongo e de samba compõem o roteiro etno-ecológico em torno da produção econômica solidária, onde a renda gerada é distribuída entre as pessoas envolvidas.

cultivar a terra.

 
Crianças

 

Em Paraty as crianças também tem muitas opções de lazer, além das praias calmas e de águas quentes onde elas se divertem com deliciosos banhos de mar e castelinhos de areia, existem também  alguns parques e passeios especializados em entretenimento infanto-juvenil.

Paraty Sport e Aventura

Para crianças e adultos de todas as idades

Aventura com segurança
 

O  parque conta com 2.600m de trilhas em plena Mata Atlântica e oferece diversas modalidades de aventura, como: arvorismo, rappel, canyonismo, caiaques e etc.

 

Com diferentes níveis de dificuldade é uma boa opção de atividades para crianças de todas as idades, a partir de 1m de altura

Caiaque na Praia do Jabauara

Infraestrutura e tranquilidade

Diversão na medida certa
 

A praia do Jabaquara fica a 5 minutos do centro histórico com águas tranquilas e sem ondas, é geralmente turva devido ao seu fundo entre lodoso e arenoso. Tem muitos bares na orla e pista para caminhadas, conta com boa infraestrutura para as famílias.

 

Na praia é possível alugar caiaques duplos e pranchas de Stand Up para as crianças.

 
Montanhas

 

Paraty possui um relevo muito diversificado, espremida entre o mar e as montanhas forma um belo cartão postal - como disse Lúcio Costa: “Paraty é a cidade onde o mar e as montanhas se encontram, ou melhor, se entrosam”. Aqui é possível percorrer várias trilhas com diferentes graus de dificuldade, mas todas levam a uma paisagem estonteante.

Pico Pão de Açúcar

Com nível médio de dificuldade

Uma vista espetácular
 

O Pico do Pão de Açúcar fica no saco do mamanguá, proporciona uma vista panorâmica de extrema beleza sobre toda a baia de Paraty. Para chegar é preciso pegar um barco em Paraty Mirim até a praia do Cruzeiro e de lá subir a trilha que tem um grau médio de dificuldade e leva aproximadamente 1:30h.

 

A praia do Cruzeiro é bucólica e ainda reserva ao visitante experiências do cotidiano caiçara: igrejinha na areia, barcos de pescadores na praia e crianças fazendo folia na água.

Para quem for fazer a trilha até o pico do Pão de Açúcar a dica é encomendar um almoço tipicamente caiçara no bar do seu Orlando, que fica bem no início da trilha, ele aliás poderá te dar boas dicas de como chegar ao pico. 

Pedra da Macela

Com nível baixo de dificuldade

A 1.840 m de altitude
 

Já na divisa com a cidade paulista de Cunha, a Pedra Macela atrai turistas do mundo todo pela sua vista espetacular da baia de Paraty e Angra dos Reis. Os amantes de trekking que sobem a trilha em noites de lua cheia tem o previlégio de ver uma das imagens mais espetaculares de Paraty que é o sol nascendo na baia de Paraty, um espetáculo da natureza de tirar o folego.

 

A Pedra Macela faz parte do Parque Estadual da Serra da Bocaina, para chegar até lá é preciso percorrer a estrada Paraty Cunha por aproximadamente 9km e depois subir a pé a trilha até o cume que leva cerca de 2 horas.

Caminho do Ouro

Caminhada técnica em pedras escorregadias

 
Patrimônio Histórico Nacional desde 1966
 

Paraty  desenvolveu-se como entreposto comercial para o escoamento do ouro, diamantes e outras riquezas vindas de Minas Gerais e São Paulo, pelo chamado Caminho Velho da Estrada Real, o Caminho do Ouro.

Ainda hoje podemos caminhar pelas montanhas da Mata Atlântica e ver de perto o preservado calçamento original de pedras construído entre os séculos XVII e XIX pelos escravos.

 

O percurso que está aberto a visitação em Paraty só pode ser percorrido com a presença de um guia qualificado e leva em torno de 2 horas para ser concluído.

Praia do Sono